segunda-feira, 12 de junho de 2017

Pinafamília

As atividades na Pinacoteca do Estado de São Paulo voltada para famílias são conhecidas como Pina Família e ocorrem todo segundo domingo no mês com atividades gratuitas que acontecem no segundo andar, com área reservada especialmente mediado pelo educativo. Desde bebês até crianças de 6 anos participam com atividades que podem ser realizadas em grupo ou com descobertas individuais. Os pais sempre presentes mediam as atividades.
 Nenhum texto alternativo automático disponível. A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas sentadas e filho A imagem pode conter: área interna A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas sentadas, tabela e área interna A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, sapatos A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo
Descrição das Fotos:
1.Mão de uma criança que segura uma reprodução fotográfica de uma pintura de mães com bebês na praia. Tem partes vazadas em que a criança pode escolher o fundo, neste caso imitando um pelo avermelhada, com texturas diferentes.
2. Myguel, um menino de cinco anos, sentado num tapete, segura um cartaz com duas pinturas. Envolta dele outros cartazes que são peças de um dominó interpretativo.
3. Peças do dominó interpretativo, com figuras desenhadas, pinturas e coloridas.
4. Myguel está sentado em uma almofada com uma mesa próxima. No chão, ao lado direito sobre uma tábua de MDF, um papel pontilhado em que ele desenha ao lado de Daniella.
5. Daniella está agachada dando a mão esquerda para Myguel, que está de pé, sobre grandes tênis coloridos.
6. Daniella está abraçada com Uirá, que carrega Myguel nos ombros. Estão ao lado de uma fonte colorida.

No período da tarde ocorre um musical aberto ao público no auditório. É gratuito e deve ser retirado os ingressos com 30 minutos de antecedência. Vale a pena conhecer a história de Ritinha e Guegué.
O espetáculo PinaCanção, criado por Hélio Ziskind, reúne música, teatro e artes visuais e acontece nos dias 14 maio, 11 junho e 9 julho, às 15h, no auditório, térreo.
Segue vídeo divulgação.



segunda-feira, 22 de maio de 2017

Passeio no Zoológico de Sorocaba.

O zoológico, também conhecido por Parque Quinzinho de Barros é um lugar para toda família. A maior parte tem acessibilidade por rampas de acesso, assim pessoas com cadeira de rodas, mobilidade reduzida e com carrinhos de bebês terão possibilidade de visitação. É possível também visitar o Museu Histórico Sorocabano que fica dentro do parque. O acesso para pessoas com mobilidade reduzida é pelos fundos. Atualmente a entrada é gratuita.


 Descrição da Foto: Três macacos brincam em uma grande tela feita por faixas entrelaçadas presas em um tronco de árvore.

 Descrição da Foto: Grande gaiola com duas araras azuis nos galhos e um pavão no chão.

Descrição da Foto: Lagoa esverdeada com três patos e um ganso na margem sobre a grama.

Descrição da Foto: Estou sentada num grande tronco de árvore com meu filho no colo acenando o braço direito. Atrás a lagoa e árvores.
 Descrição da Foto: Vista de um casarão colonial branco, que abriga o museu.
Descrição da Foto: Dentro do museu, nas paredes grandes quadros e sobre pedestais cobertos por cúpula de vidro, peças da época colonial.

Mais informações: http://www.sorocaba.sp.gov.br/zoo/

quinta-feira, 27 de abril de 2017

3º Encontro (Inter)Nacional de Audiodescrição.

Nenhum texto alternativo automático disponível.
Descrição da imagem: Marca do 3o Encontro (Inter)nacional de Audiodescrição composto pela letra "O" com um ponto no centro de onde saem quatro linhas curvas que sugerem a propagação do som. As ondas vão aumentando de tamanho e espessura em direção ao alto.

O 3º Encontro (Inter)Nacional de Audiodescrição será realizado de 26 a 29 de abril, no Porto Mídia, localizado no bairro do Recife Antigo, na cidade do Recife (PE).
O evento irá discutir as diversas funções do audiodescritor no mercado de trabalho e a atuação do audiodescritor como: roteirista, narrador ou consultor. Visa também aprofundar a troca de conhecimentos sobre o saber fazer dos profissionais para buscar diminuir os impedimentos que criam barreiras para o exercício da profissão.
O evento contará com mesa redonda, poster, roda de conversa e master class.
A programação completa do evento pode ser acessada:
https://encontrointernacionalad.com/programacao/

O encontro pode ser acompanhado por transmissão ao vivo feito pela Rádio Cegal em sua página no YouTube:
https://www.youtube.com/channel/UC9o6yu2mh55BgGRjGUrP5XQ

IV Festival VerOuvindo.

Nenhum texto alternativo automático disponível.
Logo do VerOuvindo: Centralizado sobre fundo preto, a letra “V” na horizontal, aberta para a direita, na cor branca, seguida de três parênteses em ordem crescente na cor laranja.

A quarta edição do VerOuvindo, festival de filmes com acessibilidade comunicacional, está ocorrendo em Recife, no período de 21 à 30 de Abril de 2017.

A acessibilidade comunicacional esse ano foi estendida à todas as pessoas com deficiência sensorial, com a inclusão da legenda para surdos e ensurdecidos (LSE). Também ampliaram o caráter de formação de público com master class e contribuindo para experimentos das tecnologias assistivas na sala de cinema.
A premiação da Mostra Competitiva de Curtas com Audiodescrição ganhou uma categoria para iniciantes, fortalecendo o festival como espaço de exercício para produções em acessibilidade. A mostra de filmes acontecerá no Cinema do Museu.

A programação completa do evento pode ser acessada pelo site:
http://verouvindo.com/programacao-completa-2/

terça-feira, 4 de abril de 2017

CONVITE PARA ABERTURA DA EXPOSIÇÃO MOVIMENTO EM BRANCO







Fui convidada para fazer uma performance na abertura da exposição Movimento em Branco, de Alfonso Ballestero, com curadoria de Amanda Tojal. Um trabalho de pesquisa que utilizo da audiodescrição mediadora para criar a performance baseada nas esculturas da exposição. A corporeificação do objeto de arte transformado na palavra poética. Sejam todos bem-vindos!

Segue convite acessível:

Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Pessoa com Deficiência e Memorial da Inclusão convidam para abertura da Exposição Movimento em Branco – Esculturas de Alfonso Ballestero

Data: 05 de abril de 2017 (quarta feira)
Horário: 15 horas e 30 minutos
LocalMemorial da Inclusão
Rua Auro Soares de Moura Andrade, 564 – Portão 10 – Barra Funda – São Paulo – SP
Telefone (11) 5212-3727 – site: www.memorialdainclusao.sp.gov.br
Próximo a Estação Barra Funda
Indicação:  livre
Entrada: Gratuita
Curadoria: Amanda Tojal
 
Período da exposição: de 06 de abril a 30 de maio de 2017
Horário: segunda à sexta das 10 às 17 horas
Sábados dia 29 de abril e 20 de maio, das 13 às 17 horas
Descrição do convite: O convite retangular é dividido em duas partes: a metade do lado esquerdo fundo em degradê inicia em azul escuro na parte superior, até terminar na cor branca, está centralizada a imagem de uma obra da exposição “Las Meninas”, que é composta por duas formais iguais, na cor branca posicionadas em paralelo. As duas formas possuem base arredondada e afunilando na parte superior, com uma leve inclinação para o lado esquerdo, a escultura possui também uma abertura central, que acompanha o movimento do mesmo formato da obra.   Acima da imagem o nome da exposição em letras brancas “Exposição Movimento em Branco, Esculturas de Alfonso Ballestero”.  A outra metade, à direita, com fundo branco, contém o texto do convite, escrito na cor preta, contendo as informações sobre data e horário da abertura, período e horário de funcionamento da exposição. Logo abaixo do texto está o endereço do Memorial da Inclusão e no rodapé estão as logomarcas da empresa realizadora da exposição: Arteinclusão e as apoiadoras: Armatex Marcenaria, Casa do Braille, Abaçai Cultura e Arte Organização Social, Memorial da Inclusão, Governo do Estado de São Paulo e Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

DiDanDa se apresenta na abertura do VI Fórum Internacional sobre Surdocegueira e Deficiência Múltipla.

O VI Fórum Internacional sobre Surdocegueira e Deficiência Múltipla, aconteceu em São Paulo, Uni Nove. Tivemos representantes do Brasil e de vários países de educadores e terapeutas que atuam no atendimento de pessoas surdocegas e com múltiplas deficiências sensoriais. Nosso grupo foi selecionado especialmente por ser o único no Brasil a ter entre suas intérpretes uma com surdocegueira. Foi com imensa alegria que compartilhamos nossa arte e pesquisa no campo da dança inclusiva, arte acessível.


Descrição: Cinco intérpretes enfileiradas uma atrás da outra, no palco do auditório da Uni Nove.

Descrição: Quatro intérpretes dançam no palco. Na frente dançando um solo uma intérprete e mais três abraçadas no fundo, sendo uma a audiodescritora. As intérpretes usam vestidos floridos com uma flor nos cabelos.


 Descrição: Cinco intérpretes dançam de pé, de mãos dadas, em círculo.

Descrição: Intérprete de Libras sinaliza no palco sobre foco de luz no palco.

Descrição: Cinco intérpretes enfileiradas uma atrás da outra, de pé, com o braço direito estendido para frente sobre a penumbra no palco.

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Dicas de passei em Bogotá.

Bogotá, capital da Colômbia, é o principal centro cultural e econômico. Para os viajantes, indico os três passeios mais conhecidos da cidade.
O primeiro é uma visita de teleférico ou funicular para conhecer a cidade do alto. Cerro de Monserrate, uma linda vista panorâmica, à mais de 3.000 metros. Para os viajantes com deficiência e mobilidade reduzida indico somente o passeio por teleférico. Ambos os trajetos possuem muitos degraus para acessar o transporte, a diferença é que no teleférico parte dele tem uma adaptação para subir com um elevador pela lateral da escada. Infelizmente, nos dias de feriado o funcionário responsável não fica para dar auxílio. Também existe o problema de caso o visitante dessa depois das 16h, poderá fazer somente pelo funicular, e precisará ser carregado pelas escadas com a ajuda de funcionário. Devem ter cuidado também com as escadas próximas do santuário e o piso irregular de pedras. Mesmo para idosos e famílias com crianças pequenas ou em cadeiras de bebês é bem íngreme a caminhada.
A segunda dica é uma visita ao Museu Botero, em que também poderão encontrar obras de pintores famosos que pertenciam à sua coleção particular e foram doados ao Museus del Banco de la República. Também encontrarão toda uma parte dedicada a impressa e moedas. Esse grande complexo se divide em um lindo casarão de época, com muitos jardins internos. Pode ser marcada visitas guiadas, mas apenas em espanhol. Uma das funcionárias me informou que em parte do museu existe rampas, elevadores e banheiro adaptado. Infelizmente, estão atualmente sem audio-guia e não há tradução para o inglês, também não existe visitas guiadas para pessoas cegas e surdas. Há uma sala dedicada as famílias e crianças, com algumas obras interativas. Para saber o horário que oferecerão atividades com os educadores deve ver o agendamento prévio do museu.
A terceira dica é o Museu do Ouro, também faz parte dos Museus del Banco de la República. Com uma exposição permanente que mostra sobre a arte pré-colombiana e exposições temporárias, no caso, "Molas - tecidos bordados com desenhos geométricos que representam proteção." Fica num prédio no centro, com uma ótima infra-estrutura para receber pessoas com deficiência física e mobilidade reduzida, com rampas e elevadores. Também oferecem visitas guiadas para grupos de pessoas surdas, que devem ser agendadas previamente. Para as famílias com crianças pequenas existe o trabalho do educativo, que propõe atividades interativas. Uma das salas tem um cinema que dura em média 15 minutos, em que duas crianças podem jogar de adivinhar sobre peças da arte pré-colombiana. Também oferecem um programa dedicado às escolas e para estrangeiros tradução em inglês. Atualmente estão atualizando o audio-guia e não oferecem o serviço de audiodescrição. 


Descrição: Edifício que dá entrada ao Monserrate. Um grande sobrado branco, com arcos na parte de baixo e janelas na parte superior, enfeitado por flores de plástico brancas e vermelhas muito grandes. Uma grande montanha ao fundo e cabos do teleférico. 
Descrição: Montanha de Monserrate, muito arborizada, com grandes enfeites coloridos de flores e animais. Um teleférico pendurado por cabos na parte superior.


Descrição: Santuário de Monserrat. Edifício branco, com quatro grandes pilastras na frente, enfeitadas acima com folhagem e bolas vermelhas de plástico e uma torre no canto superior esquerdo.



Descrição: Daniella agachada ao lado de Myguel, com um grande presépio ao fundo, feito de metal e recoberto por tecido pintado.


Descrição: Vista aérea da cidade.

Descrição: Foto do peito para cima de Myguel no colo de Daniella. Usam gorro, cachecol e casacos. No fundo, vista da cidade de Bogotá.

Descrição: Funicular, o teto é de metal com grandes janelas de vidro que é possível ver a cidade de Bogotá.

Descrição: Jardim interno do museu. Uma fonte jorrando água no centro, três jardins de flores vermelhas com folhagens. No fundo um sobrado branco, com arcos.

Descrição: Daniella está com Myguel no colo, dando tchau com a mão direita. Estão bem agasalhados. Atrás, uma grande escultura em formato de mão de Botero. 

Descrição: Escultura em bronze de Botero na frente. Uma mulher gorda nua, deitada de barriga para cima. No fundo, quadros com desenhos de personagens de Botero.

Descrição da Foto: Quadro pintado por Botero reinterpretando a Monalisa.



Descrição: Myguel brinca de fazer colagem com feltros coloridos em um quadro. Uirá está de pé atrás dele. Estão na sala de atividades para crianças no museu, com grandes retângulos de espuma coloridos espalhados e dois quadros coloridos na parede com feltros colados.
 
Descrição: Grande medalhão de ouro, em formato arredondado com uma face esculpida, com adorno pendurado no nariz e orelhas. Eles eram usados pelos caciques para representar poder e proteção.

Descrição: Pequena escultura em ouro representando asas abertas. Acima, pedra e um pequeno bastão de ouro, abaixo, desenho de uma mão esculpindo, representando como foi feita a peça.

Descrição: Myguel no canto direito, embaixo se apoia numa plataforma que retrata esculturas que trariam poder e proteção aos indígenas. Cinco esculturas em pedra, sendo quatro de pé, representam humanos e uma deitada, representa um jaguar.



Descrição: Tecidos retangulares bordados chamados de molas. Conhecidos por sua proteção espiritual. Estão pendurados em um varal, o de cima tem fundo laranja, o de baixo fundo branco, ambos com bordados geométricos de preto. Em cima em forma de retângulo, em baixo em formato circular.

Descrição: Sala interativa com imagens coloridas de mola projetadas sobre o corpo de Daniella que está de pé com os braços abertos para os lados.

domingo, 15 de janeiro de 2017

Visita à Cartagena - cidade encantada de belezas naturais.

Cartagena das Índias fica na Colômbia, conhecida por suas belas praias e o escritor famoso Gabriel García Márquez. Sempre com temperaturas altas, diferenciando o inverno do verão apenas pelo período de chuvas. Um belo passeio para todas as idades. Tenho algumas recomendações para pessoas que viajam em família e com pessoas com deficiência. A cidade amuralhada pode ser visitada de várias formas, à pé, por um passeio com guia, ele pode fazer parte de um pacote que se compra do ônibus turístico vermelho. Uma outra forma são as bicicletas que podem ser alugas em vários pontos da cidade, inclusive com bicicletas duplas, que podem ser usadas em família e por pessoas cegas e com baixa-visão que vão no banco detrás. Também oferecem cadeirinhas para crianças. Existe também a possibilidade de usar carruagens, recomendo essa para pessoas com mobilidade reduzida, idosos e grandes famílias com bebês. Vale a pena passar alguns dias conhecendo todos os pontos turísticos e principalmente, caminhando em volta da cidade amuralhada. Existem partes que não são de fácil acesso e possuem muitas escadas. As portas e as floreiras nas varandas são um detalhe que chamará sua atenção nos passeios que são lindo tanto de dia, quanto de noite, com a cidade iluminada.
As praias são um passeio imperdível, seja em Bocagrande, mais central, ou as ilhas do Rosário e a famosa região de Baru, com a praia Blanca. Você pode visitar de duas formas, por terra, através de ônibus turístico agendado geralmente nos hotéis ou carro alugado e por mar. Esse ponto, acho muito importante alertar que não recomendo para pessoas que tem problemas cardíacos, de coluna ou mesmo idosos e crianças pequenas irem por mar. Quando você for comprar o passeio no porto verá duas possibilidades. Uma grande escuna e uma lancha que abriga até 50 pessoas. Essa lancha percorre à mais de 60 quilômetros por hora, sendo que os passageiros usam apenas um colete salva-vidas. Muito instável, várias pessoas da lancha passaram mal durante nosso passeio e por isso optamos por retornar da ilha alugando uma van. Vale ressaltar que os fiscais no Porto em nenhum momento lhe alertam para os possíveis problemas que poderão ocorrer durante a travessia.
Há muitos lugares com comidas típicas que poderão desfrutar de uma alimentação rica em manga e outras frutas locais. Para os vegetarianos como eu, recomendo o restaurante Girassoles, que fica no centro da cidade amuralhada. 
Agora é só planejar e desfrutar de lindos momentos!
 
Descrição: Praça do Relógio. Uma Torre com um grande muro amarelo. Embaixo, um arco de passagem para os pedestres.



Descrição: Sobrado branco com sacada florida em uma rua que está enfeitada com a parte superior de garrafas pets coloridas penduradas em dois presos no alto da rua.

Descrição: Foto da cintura para cima de Daniella na frente de um sobrado com sacada florida.
 
Descrição: Daniella está de pé na frente de uma grande porta de madeira escura. Segura um puchador preso a uma maçaneta em formato de cabeça de felino.



Descrição: Porta de madeira pintada de branco com ferragem escura. São pequenas esperas com tema floral distribuídas na horizontal. No canto esquerdo uma grelha. No centro dois puxadores. No canto direito um cavalo marinho.


Descrição: Daniella sentada de perfil na parte superior da mulhara composta por grandes pedras. No fundo, a cidade.
 
Descrição: De noite, um grande pátio na frente de um hotel amarelo no canto esquerdo. O pátio tem árvores, mesas e cadeiras brancas, contornado por uma iluminação branca, com muitas pessoas.

Descrição: Grande veleiro com os mastros iluminados.

Descrição: Uirá e Daniella de pé seguram as bicicletas, enquanto Myguel está sentado na cadeirinha de passageiro. No fundo, grande árvore de Natal toda iluminada.

Descrição: Na frente, barragem de pedras. No fundo, canto esquerdo a praia de Bocagrande com edifícios, pessoas caminham na orla e o mar.

Descrição: Lancha visita as ilhas do Rosário. Mar de águas claras, árvores, arbustos e uma casa no canto direito da Ilha. No céu, muitas gaivotas.

Descrição: Praia Blanca no canto esquerdo, mar de águas claras, árvores, bangalôs e muitos guarda-sóis. Céu azul claro.

Descrição: Mar azul esverdeado. Muitos peixes nadam. Eles são ralados de amarelo e preto.